Enegrarte - João Cammarano

Data(s) e Horário(s): 01/11 às 16:00h, 02/11 às 16:00h, 03/11 às 16:00h, 04/11 às 15:00h, 07/11 às 16:00h, 08/11 às 16:00h, 09/11 às 16:00h, 10/11 às 16:00h, 11/11 às 15:00h, 14/11 às 16:00h, 15/11 às 16:00h, 16/11 às 16:00h, 17/11 às 16:00h, 18/11 às 15:00h, 21/11 às 16:00h, 22/11 às 16:00h, 23/11 às 16:00h, 24/11 às 16:00h, 25/11 às 15:00h, 28/11 às 16:00h, 29/11 às 16:00h, 30/11 às 16:00h

Local: Rua Gamboa de Cima 03, Centro (ao lado do Quartel dos Aflitos)

Preço: gratuito

Mais Informações

A exposição Enegrarte, do artista Jorge Cammarano, tematiza as múltiplas dimensões da realidade social, focada do ponto de vista do trabalho e de suas relações e mediações com classe, raça e gênero.

 

“A produção apresentada, traceja seu enredo na esteira da prática social e da prática de refletir sobre a prática, na perspectiva de transformar o impossível em possível. Para isso, trama limites, impasses e desafios intrínsecos ao processo de busca pela criação” – explica Cammarano. Hoje, instigado pela luta contra a barbárie, em suas inúmeras feições, ele decide compartilhar parte desta busca. Propõe-se, por meio de cores, formas luzes e sombras, esboçar possibilidades de subjetiva e objetivamente, problematizar a razão de ser histórica da realidade em curso.

 

Misturar cores, aquarelar contornos, tensionar luzes e sombras, refletir sobre a vida que não suporta molduras, censuras, mordaças. Registrar momentos de estranhamento, de seres escravizados, de sonhos roubados, de caminho sem começo, da pincelada do avesso. Humanizar a vida, vasculhar o tempo, escutar silêncios e discernir incômodos. Compartilhar, dialogar, aprender.

 

O artista - Jorge Luis Cammarano (sobrenome paterno) Gonzáles (sobrenome materno), nasceu num bairro periférico: Nuevo Paris, na cidade de Montevideo – Uruguay. Desenhista mecânico, alfabetizador, professor, sociólogo, pesquisador; pai de Mariana, Maíra e Raul, avô de Cauã, companheiro de Fátima, postulante a artista plástico e a poeta. Chegou à cidade de Salvador em 2017.

 

Adota a pintura e o desenho desde sua infância, sobre a influência paterna e de alguns tios com projeção nas artes plásticas no Uruguay. As técnicas utilizadas nesse itinerário são a tinta a óleo, a tinta acrílica, o carvão, a caneta esferográfica e o lápis aquarela. Outra vertente de seu processo criativo é a poesia, constitutiva de uma travessia que remete aos anos de 1970 e converge até o momento presente na espera de se tornar socializada.

 

Classificação: Livre

 

Ficha Técnica

Artista: Jorge Cammarano

Organizadora/Fotógrafa: Fátima Aparecida de Souza

Apoio Financeiro

Desenvolvido Por:

WebD2 Desenvolvimento Web